E.E. Governador Milton Campos – São João del Rei/MG

Título do projeto: “Educação para o risco”: Prevenção e Percepção de risco na escola  e na paisagem urbana

Relação com desastres: Percepção de risco

Este projeto é realizado na Escola Estadual Governador Milton Campos, desde o ano de 2014, na cidade de São João del- Rei, MG. E conta com o apoio do Grupo de Estudos e Pesquisas em Geografia, Educação e Riscos (GEPEGER), e bolsas de auxílio fornecidas pela Pro- Reitoria de Extensão (Proex/UFSJ).

Este programa trás para o ambiente escolar a temática risco para as discussões, e dentro dessa o risco ambiental, que é discutido pelos diferentes meios de comunicação no Brasil e em outros países. No currículo das escolas brasileiras o tema ainda é pouco trabalhado ou quase nada. Já em outros países como a França, Portugal, Chile e Costa Rica faz parte do conteúdo obrigatório das escolas. Com o intuito de trazer essa discussão dos riscos e riscos ambientais para a educação, os objetivos gerais do programa são: aprofundar as discussões e atividades referentes à divulgação e às medidas de prevenção do risco no espaço de vivência. Fortalecer o Clube do Risco e o Programa “Hora do Risco” da Rádio Escola, esses também já são resultados do desenvolvimento do Programa de Extensão.

Os objetivos específicos são: ampliar, continuar e aperfeiçoar o Programa “Hora do Risco” da Rádio Escola com a inclusão de alunos da escola na elaboração das pautas dos programas. E para o Clube do Risco é ampliar as ações dentro e fora da escola com palestra e oficinas. O programa da Rádio escola funciona durante as sextas-feiras no horário do recreio no período da manhã e tarde, são cerca de mil ouvintes, dentre os quais estão alunos, professores e funcionários.  

O Clube do Risco acontece a cada quinze dias, com a participação dos alunos do ensino fundamental II principalmente, não sendo obrigatória participação desses alunos e os encontros são realizados após o horário das aulas no período da tarde. E são realizadas diferentes atividades, dentre as mais recentes foi discutido o conceito de vulnerabilidade, ameaça e insegurança para que eles pudessem identificar num desenho feito por eles as possíveis áreas de risco dentro da escola.

Para 2018, assim como nos demais anos do projeto será realizado oficinas sobre riscos e riscos ambientais e palestras com intuído de divulgação, prevenção e mitigação dos riscos. E ainda para 2017 e 2018 serão confeccionados boletins informativos (trimestral) sobre risco ambiental para divulgar durante as palestras, oficinas e no bairro Matosinhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 4 =